terça-feira, 3 de novembro de 2020

Animais de Outono

O Outono chegou e os alunos do quarto ano da escola de Outiz foram explorar esta estação do ano e os seus efeitos no recreio.
Aí recolheram folhas, paus e outros materiais que a natureza deixou no chão e com eles fizeram uma construção muito especial. Usando apenas folhas, paus, tesoura, cola e muita imaginação cada aluno construiu um animal muito especial. Depois, usando lápis de cor, marcadores ou lápis de cera cada aluno criou o cenário onde vive o seu animal.
No final, todos fizeram a apresentação do seu animal à turma. Descreveram o seu animal, explicaram os materiais utilizados e até inventaram um título bem imaginativo para o seu trabalho.



quinta-feira, 12 de março de 2020

Famalicão a ler - EB1 de Outiz

No dia 12 de março de 2020, nas escolas do concelho de Vila Nova de Famalicão, milhares de crianças e jovens juntaram-se num momento de leitura partilhada.

Como estava um belo dia de Sol, as crianças de Outiz quiseram mostrar que a leitura faz-se em qualquer lugar e a qualquer hora!

Vejam: 

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Projeto "Eu na Natureza" - chegou o outono

Numa bela manhã de outono, no dia catorze de outubro, os alunos, os professores e as auxiliares da escola e do Jardim de Infância de Outiz fizeram uma saída de campo à Quinta de Outiz. Fizeram esta visita para conhecer os efeitos do outono na natureza, recolher animais e plantas para estudar na sala e aprender experimentando.

Todos tiveram a oportunidade de ver um pomar com frutas, um bosque de castanheiros, uma vinha gigante e vários tanques de água cheios de plantas e sapinhos coaxantes.

A visita começou pelo pomar onde havia macieiras, laranjeiras, nogueiras, limoeiros, carvalhos, figueiras e pereiras. Aí os alunos espalharam-se pelo meio das árvores de fruto e recolheram muitas peças de fruta, folhas e insetos que levaram para a escola.

Também viram armadilhas para as moscas que o senhor Guilherme explicou como funcionam. Estas eram penduradas nas árvores usando garrafas de plástico com quatro pequenos furos e um líquido que atraía as moscas fêmeas, assim a fruta não ganhava bicho e não era preciso usar produtos químicos.

O chão do pomar estava cheio de eras, trevos e ervas altas que chegavam aos braços dos meninos mais pequenos. As árvores já tinham poucos frutos porque a colheita já tinha sido feita e as copas estavam todas pintadas de verde, amarelo e castanho. Havia uma laranjeira com uma copa tão frondosa que parecia uma casa com janelas e portas!

De seguida foram ver as videiras que estavam dispostas em linhas paralelas, bem organizadas e que faziam um efeito visual muito bonito. Recolheram folhas caídas, uvas secas e repararam que não havia uvas porque a vindima já tinha sido feita.

Seguiram em direção aos castanheiros e, quando lá chegaram, viram que o chão estava cheio de cogumelos, insetos, ouriços e de castanhas. De repente começou a chover com muita intensidade e tiveram de ir embora, à procura de um abrigo que estivesse próximo. Acabaram por se reunir numa espécie de arrecadação junto à entrada da quinta onde se organizaram para regressar à escola.

De volta à escola, juntaram os materiais recolhidos numa mesa rica e muito colorida que encheu o pavilhão de cores e cheiros de outono.

Foi uma manhã diferente, mas muito divertida que querem repetir.



segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Sessão de sensibilização para o Daltonismo

Os alunos do terceiro ano da escola de Outiz receberam no passado dia 6 de dezembro uma visita muito especial. Quando a visita terminou os alunos saíram da sala de aulas mais conscientes das dificuldades e obstáculos que as pessoas daltónicas têm que superar.

Ao longo de uma hora, uma equipa da ColorADD, uma técnica de oftalmologia e duas representantes da CEVE (empresa patrocinadora desta atividade) explicaram que o daltonismo é uma condição com que muitas pessoas nascem e vivem. Também explicaram que o daltonismo não é uma doença, não se pega e que há cerca de 350 milhões de pessoas daltónicas por todo o mundo, a maioria delas sem o saber!
Durante a apresentação ficaram a conhecer o “ColorAdd”, um sistema de símbolos que ajuda os daltónicos a distinguir as diferentes cores. Entretanto os alunos tiveram a oportunidade de ver o mundo como um daltónico, através de uns óculos especiais que tiravam a cor aos objetos. Com esses óculos tiveram de identificar os lápis de cor e de pintar desenhos, sem conseguir ver as cores que estavam a usar.
Ao mesmo tempo foi realizado um rastreio ao daltonismo a todos os alunos e os resultados foram surpreendentes!
No final cada aluno recebeu um kit ColorAdd composto por uma mochila e um caderno. A turma também recebeu um diploma a certificar que participou no projeto.

Foi uma atividade muito interessante pois permitiu que os alunos fossem sensibilizados para o Daltonismo e permitiu identificar alunos que têm dificuldades em distinguir as cores, bem como dificuldades de visão.

sábado, 8 de fevereiro de 2020

Visita à Universidade Lusíada

No dia vinte e três de janeiro de dois mil e vinte os alunos do terceiro ano, da escola de Outiz, foram visitar a Universidade Lusíada. Esta visita serviu para os alunos verem como está o seu projeto “My Machine”.

Os alunos foram recebidos pela Dra. Liliana Silva, do Departamento de Comunicação da Universidade Lusíada, que os guiou pelas instalações.
A visita começou pelo bar onde os alunos puderam lanchar. Depois subiram até ao laboratório de design onde o professor Pedro Gomes apresentou o aluno Diogo Lima, responsável pela nova imagem da “Cofrique”. O designer explicou como teve a ideia de construir uma máquina em forma de iceberg e ensinou os alunos a trabalhar com a máquina. Os alunos fizeram algumas perguntas e também ficaram a conhecer a equipa do INA responsável pela construção da “Cofrique”.
Em seguida desceram até aos Laboratórios de Engenharia onde viram três salas especiais: sala de projetos secretos, sala das máquinas e a sala dos robôs. Viram máquinas gigantes, robôs estranhos e uma pista de comboios onde os alunos treinavam um computador a controlar comboios.

Os jovens inventores adoraram a visita porque aprenderam muito sobre o processo de construção de uma máquina e viram muitos robôs divertidos e engraçados.



sexta-feira, 29 de novembro de 2019

dia do pijama na EB1 de Outiz

No dia vinte de novembro de dois mil e dezanove os alunos, professores e auxiliares da escola de Outiz celebraram o dia nacional do pijama.

Logo de manhã todos chegaram à escola de pijama. Os pijamas eram fofinhos e coloridos. A sala estava diferente: espaçosa, quentinha e confortável para receber toda a escola. Na sala os professores leram a história “Todos de Pijama” para os alunos aprenderem que há crianças que não têm a sorte de ter um pijama seu.

Cada menino trouxe uma casinha de papel, construída em família. As casinhas eram: pequeninas, coloridas e recheadas de dinheiro entregue pelos alunos ao Mundos de Vida.
Depois foram lanchar, brincar e almoçar, sempre de pijama vestido.
À tarde os alunos, professores e auxiliares gravaram o videoclipe da música e da dança da “Missão Pijama”. O videoclipe era mexido e engraçado porque puderam cantar, dançar, saltar e gritar por toda a escola. A seguir os meninos do terceiro ano viram um filme a comer pipocas. O filme era divertido e educativo porque falava sobre a origem das cartas ao Pai Natal. As saborosas pipocas foram oferecidas por uma colega aos seus amigos.
Este foi um dia muito divertido e que os meninos querem repetir. É um dia do ano em que as crianças podem vir para a escola de pijama e ser solidárias com aqueles que não têm a mesma sorte. Gravar um videoclipe também foi muito fixe porque puderam fazer algo de bom em conjunto.

Vejam o videoclipe:

_____
Texto: turma 3OUT
imagem: Pedro Dias
vídeo e edição: Pedro Dias

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Concurso de soletração na EB1 de Outiz


No dia 27 de novembro de 2019 realizou-se o Concurso de Soletração na EB1 de Outiz. 
As turmas do 3.º e 4.º anos apresentaram os seus participantes que, apesar de estarem nervosos, conseguiram mostrar as suas capacidades de soletração. 

Como é sabido, este tipo de atividade tem vários objetivos: o melhoramento da pronúncia e da ortografia e o aumento do vocabulário. Por outro lado, é também uma forma de integração entre turmas e um excelente meio para aprender conceitos. 
Assim, ao longo de três rondas, os alunos foram soletrando as palavras que iam saindo de um saco que a professora bibliotecária ia ditando. No final das rondas, foram selecionados os dois melhores soletradores de cada turma e da escola. 
No 4.º ano, o vencedor foi o aluno Nuno Miguel Maciel Silva e no 3.º ano, a aluna Mara Oliveira Fernandes. 
Todos os participantes e vencedores receberam um certificado de participação e um marcador. 

Este concurso foi uma atividade interessante e relevante para a aprendizagem de todos os alunos. 
Muitos parabéns aos vencedores que deixaram os professores e as turmas muito orgulhosos e muitos parabéns também para todos os que participaram e deram o seu melhor.

______
texto: Zélia Silva
imagem Joel Ferreira

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

corta-mato escolar 2019

O Corta-Mato Escolar do AE de Gondifelos, estava previsto para o dia 14 de novembro, todavia foi adiado devido às difíceis condições climatéricas e decorreu no dia 18 de novembro, no recinto exterior da escola Sede do Agrupamento.

A manhã desse dia esteve ensolarada e propícia para a realização da atividade, que reuniu pelas 09: 30h, cerca de 400 alunos participantes de todo o território educativo, envolvendo, para além da escola sede, os jardins-de-infância e as escolas de Cavalões e Outiz.
Como tem sido habitual nestes últimos anos letivos, as inscrições foram abertas aos Encarregados de Educação do AEG, que participaram de forma significativa na prova e também como espetadores, pretendendo-se ir ao encontro dos objetivos preconizados no Projeto Educativo, nomeadamente, “Envolver os pais no acompanhamento e apoio dos seus filhos e promover a sua participação na dinâmica do Agrupamento”.

Os participantes demonstraram, apesar de alguma ansiedade que é comum nestas provas, empenho e entusiasmo pela atividade, tendo os três primeiros classificados, conquistado as medalhas correspondentes à sua posição, assim como todos os participantes receberam um delicioso lanche.




quarta-feira, 23 de outubro de 2019

a lavagem correta das mãos

No dia 23 de outubro a nossa escola recebeu a visita de três simpáticas e atenciosas Enfermeiras que ensinaram os alunos a lavar corretamente as mãos. A sua higienização é muito importante porque as usamos para muitas coisas como, por exemplo, comer, daí ser importante estarem bem lavadas e desinfetadas quando mexemos em algum alimento.
Foi super giro assistir a um vídeo sugerido pelas Enfermeiras sobre este tema e verificar, através de duas máquinas que utilizam uma luz negra de Néon, se tínhamos as nossas mãos bem lavadas ou não. Zonas brilhantes significam que estão bem lavadas, zonas escuras significam que não estão bem lavadas.




sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Hora do Conto - A Noite Diferente

Em meados de Janeiro a escolha de Outiz voltou a receber a professora Joana Sousa para a hora do conto.

Como estávamos no início do novo ano e esta era a época das janeiras e dos reis, a professora decidiu trazer-nos um texto apropriado para esta altura do ano. Assim, ao longo de mais de 40 minutos, ela animou o conto "A noite diferente" de António Mota. Com muitos gestos, canções e instrumentos musicais ficamos a conhecer esta tradição tão portuguesa que o António Mota viveu quando era pequeno.

Aqui fica um pequeno resumo dessa manhã fria de Inverno vivida na escola de Outiz.