quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Entrevista ao Diretor

Hoje, 8 de fevereiro de 2017, o diretor do nosso agrupamento, Dr. Jones Maciel, fez 50 anos. Para celebrar esta data redonda o agrupamento uniu-se para preparar-lhe uma surpresa.

Houve bolo, prendas e muita alegria partilhada por toda a comunidade educativa.
No final ainda conseguimos "roubar" uns minutinhos para fazer algumas perguntas ao diretor do nosso agrupamento.

Vejam como foi:

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Apresentação do livro: "Poupai, o Guardião da Energia"

No dia 26 de outubro, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, realizou-se a apresentação do livro: “Poupai, o Guardião da Energia”, o produto final do Concurso “Poupa Energia, Ganha o Teu Futuro”.

Este foi um projeto do Agrupamento de Escolas de Gondifelos em parceria com a Cooperativa Elétrica do Vale D’Este (CEVE) e que teve como objetivos promover e incentivar o desenvolvimento de competências pessoais e artísticas, bem como sensibilizar para a defesa do meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável. O desafio lançado em junho de 2015 pela CEVE ao Agrupamento, viu o seu resultado traduzido na edição deste livro, da autoria dos alunos do 1º e 2º ciclo e com o apoio do escritor Pedro Chagas Freitas e dos artistas plásticos Joana Brito e Ricardo Miranda, em articulação com os professores das turmas.

A sessão iniciou-se com uma encenação cheia de cor e movimento produzida pelos atuais alunos do 4º ano e que chamaram a atenção para o cuidado com o ambiente e com o desenvolvimento sustentável. Contou ainda com a apresentação emotiva de extratos do livro, feito por alunos do atual 5º ano e com as intervenções do Diretor do Agrupamento doutor Jones Maciel, do Presidente da Administração da CEVE, engenheiro Luís Macedo e do Vereador da Educação, doutor Leonel Rocha.
Dando os parabéns a todos os participantes, o diretor recordou o trabalho coletivo desenvolvido ao longo do ano letivo de 2015-16: a definição do personagem principal e do seu grafismo, depois a construção das histórias e do título do livro, e no final a sua ilustração. De seguida, agradeceu à CEVE o desafio lançado e o apoio concedido para criar as condições para o desenvolvimento deste projeto. Também agradeceu à Biblioteca e à Câmara Municipal a cedência do espaço bem como o apoio na vinda dos alunos coautores na sessão de apresentação deste livro.
O engenheiro Luís Macedo congratulou-se com a forma como o Agrupamento quis e soube agarrar o desafio que a CEVE lhes lançou.
O doutor Leonel Rocha destacou o feito alcançado na parceria entre uma empresa e um agrupamento de escolas. Também referiu que a Câmara Municipal vai adquirir e oferecer a cada biblioteca escolar do concelho um conjunto de livros.

Depois a festa instalou-se com a distribuição dos livros a cada um dos alunos, que assim tiveram a oportunidade de revisitar os textos que construíram, recordar as histórias que criaram e visualizar as ilustrações que fizeram.

No fim ainda houve tempo para os repórteres da ícaroTV fazerem algumas perguntas ao nosso diretor e ao presidente da Administração da CEVE.

____
locução: Alexandra Lopes, Ana Ribeiro, Lara Gonçalves, Mariana Oliveira
reportagem: Lara Gonçalves, Mariana Oliveira
vídeo: Ana Lopes, Beatriz Jacó, Dinis Pereira, Gonçalo Martins, Rodrigo Dias, Rodrigo Torres
edição: Pedro Dias
produção: Agrupamento de Escolas de Gondifelos

domingo, 10 de julho de 2016

...na praia do Tarrafal

Partindo de uma proposta do manual de Português um grupo de alunos do 4º ano da escola de Outiz criou uma aventura vivida por um grupo de amigos na praia do Tarrafal. Este é o texto dele que a aluna Bruna Carvalho transcreveu:

Quando os cinco amigos chegaram à praia viram um lindo areal. 
Viram que a areia era branca, tinha  coqueiros e formava uma baía lindíssima mas nada perigosa.  
Tiraram a roupa e ficaram em biquini e calções. Foram a correr até à água e logo perceberam que a água era mesmo quentinha. As gémeas foram dar um mergulho no mar quando os 3 amigos se aperceberam que elas se estavam a afastar da costa. A partir de  uma certa altura não as viram, ficaram muito preocupados e puseram-se a nadar em direção ao sítio onde as gémeas se perderam de vista. 
Elas tinham sido levadas e enfeitiçadas  pelo guarda do rei Caranguejo-Espada.  O rei Caranguejo- Espada  prendeu-as  na sua masmorra para  que elas se sintam bem até  se tornarem  novas criadas  do rei. Elas ficaram assustadas e ainda mais quando ouviram o anúncio dos polvos-guardas. Quando  chegaram  à sala principal  estava a começar  a reunião. As gémeas viram todos os criados do rei que eram: três  tartarugas verdes, três anémonas, três peixes-palhaço, três baleias-unicórnio e três enguias  elétricas.  
Enquanto  tudo isso aconteceu os 3 amigos encontraram uma baleia amiga deles.  Essa baleia  ajudou-os porque eles também a tinham ajudado. Enquanto a baleia distraiu os guardas pela porta da frente; o João, o Chico e o Pedro encontram pela porta das traseiras e foram buscar as gémeas. Tiveram que passar por  algas venenosas, por escorpiões e por ouriços  do mar, mas  não morreram. 
Entraram dentro do castelo por  túneis que iam dar à sala principal. Atacaram o rei Caranguejo-Espada e ele morreu porque o João, o Chico e o Pedro deram-lhe uma tareia. 
Apanharam as gémeas e foram para a beira das baleias armadas. Agradeceram-lhes e levaram-nas  até  à tona. 
Depois desta aventura foram realizar as suas férias de Tarrafal. 

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Sessão de Esclarecimento às Famílias: Sustentabilidade

No âmbito do projeto SER (Sustentabilidade, Empoderamento, Responsabilidade), resultante de uma congregação de objetivos dos projetos EATHINK da Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação EDP Escolas Solidárias, realizou-se no passado dia 14 de abril, um conjunto de atividades relacionadas com o desenvolvimento sustentável.
Durante a manhã os alunos das turmas do 2º e 3º ciclo participaram na Gincana da Sustentabilidade, a qual incluiu a realização de diferentes tarefas relacionadas com o ambiente e sua protecção. Ao final da tarde, teve lugar na Sala Mais a sessão de esclarecimento/workshop “Sustentabilidade na Escola e na Família”, resultado do trabalho realizado pelas turmas do 6º1 e 7º3 e grupo de Colaboradores da Sala Mais.
Esta sessão foi muito participada e contou com a colaboração do engenheiro Domingos Veloso que interveio a propósito dos químicos envolvidos nos processos agrícolas. Foi igualmente abordada na sessão a questão da definição de sustentabilidade e as acções desenvolvidas pelo Agrupamento que contribuem para o desenvolvimento sustentável. Os alunos do 4º ano estiveram também presentes, tendo descrito a sua ação no âmbito das Patrulhas da Energia. Seguidamente, as alunas do 7º3, Liliane, Margarida e Daniela, propuseram aos pais e encarregados de educação presentes algumas dicas para um consumo sustentável.
A sessão terminou com a intervenção da empresa Minho Agrícola que dinamizou um pequeno workshop, no qual os pais e alunos puderam perceber algumas técnicas envolvidas na plantação de produtos hortícolas.

Esta atividade insere-se no Projeto de Educação Para a saúde do Agrupamento, e com certeza contribuiu para a formação de uma comunidade atenta aos problemas do desenvolvimento sustentável e para a criação de hábitos de vida saudável.

No final os nossos repórteres não perderam a oportunidade de entrevistar alguns dos participantes para descobrir o que eles pensaram.
Vejam:


quinta-feira, 19 de maio de 2016

A viagem comemorativa dos aniversários do Agrupamento e da escola EBI de Gondifelos

Cerca de 400 pessoas inundaram a estação da CP, pelas 06 horas da manhã do dia 07 de abril, chegados de autocarro provenientes das diferentes escolas ou transportados pelos pais, e no meio de grande azáfama e das despedidas, foram rapidamente acolhidos por professores e pessoal não docente que os conduziram ao comboio especial , com seis carruagens, incluindo a carruagem bar.
A viagem de ida serviu para organizar adequadamente os 17 grupos associados a diferentes frutas , as de cor de laranja correspondente ao pré-escolar, as vermelhas ao 1º ciclo, as verdes ao 2º e as amarelas ao 3º ciclo, e cada participante recebeu a sua fita e cartão identificador, a t-shirt e o boné, que usou em toda a atividade . Alguns aproveitaram ainda para dormir uma “soneca” , outros foram explorando o guião distribuído e antecipando as descobertas que as visitas lhes proporcionariam e os mais novinhos aproveitaram para pintar os desenhos correspondentes .
Todos bem dispostos comeram o lanche da manhã, já perto do fim da viagem e na Gare do Oriente, a grandiosidade da arquitetura de Calatrava acolheu a chegada a Lisboa .
Ao longo do dia, o Oceanário (um aquário público e instituição de pesquisa sobre Biologia Marinha e Oceanografia que é o segundo maior oceanário do Mundo e contém uma extensa coleção de espécies - aves, mamíferos, peixes e outros habitantes marinhos), o Pavilhão do Conhecimento (museu interactivo de Ciência e Tecnologia que tem como objectivo torná-las mais acessíveis para todos, estimulando a exploração do mundo físico e a experimentação) e o Príncipe Perfeito (o veleiro que fez o Tour de Cruzeiro no Tejo, a partir da marina do Parque das Nações e até ao Terreiro do Paço), proporcionaram momentos fantásticos.
No final, pelas 22:30h, lá estava de novo a estação de Famalicão “à pinha”, com os pais à espera, e as manifestações transmitidas eram comuns às do grupo dos figos (5º2),

A Direção agradece às muitas entidades e empresas que apoiaram o Agrupamento a criar as condições adequadas para esta participação maciça numa atividade que será memorável e um marco importante para assinalar a efeméride , que demonstra a capacidade de organização, a dinâmica e a intecionalidadade do Projeto Educativo do Agrupamento – Formação Integral dos Alunos “SER – SABER – FAZER”.

ENTIDADES PARCEIRAS:

AGROSENRA LDA
AVOUTIZ - PRODUTOS ALIMENTARES SA
BICAS RESTAURANTE
CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS - FAMALICÃO
CINTINZÉ, LDA
E.LECLERC - FAMALICÃO
EL CORTE INGLÉS
LOJAS ESPAÇO CASA
EUGÉNIOS HEALTH & SPA CLUB
FÁBRICA DE BOTÕES LOUROPEL LDA
FARMÁCIA DE GONDIFELOS
FUNDIMÓVEIS - MOBILIÁRIO DE JARDIM
GERTAL - RESTAURANTES E ALIMENTAÇÃO
JOAQUIM CORREIA CONTABILIDADES LDA
JUMBO – FAMALICÃO
L. RIBEIRO, DISTRIBUIÇÃO ALIMENTAR LDA
JUNTA DA UNIÃO DAS FREGUESIAS DE GONFIFELOS, CAVALÕES E OUTIZ
KMÓVEL
MJ VENDEIRO, SA
MARJOMOTEX II - CONFEÇÕES LDA
PINCOLTEXTEIS CONFECÇÕES LDA
PINGO DOCE - FAMALICÃO
SERGIL CONFECÇÕES, LDA
VIAGENS VALE DO AVE
VINHOS CASA GOMES

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Poesia na sala de aulas

Luísa Ducla Soares é definitivamente uma das autoras de literatura infantil que mais inspira os alunos do primeiro ciclo.
Desta vez inspirou a Alexandra e a Lara do 3º ano da escola de Outiz a declamar as poesias "livro" e "planeta azul".

Vejam:

domingo, 20 de março de 2016

ensino português na China

Recentemente os alunos da escola de Outiz colaboraram com um docente português na Universidade de Estudos Internacionais de Zhejiang (China) na apresentação de um vídeo que mostrasse o dia-a-dia de uma escola do ensino básico em Portugal.

Ao longo de uma semana os alunos escreveram o guião, gravaram as imagens e fizeram a narração do vídeo. Como o vídeo era para ser visionado na China, também foram criadas legendas em Inglês e Mandarim para que todos compreendessem o que os alunos diziam.

Na semana seguinte o vídeo foi apresentado do outro lado do mundo e parece-nos que foi um sucesso.

Fiquem com a versão legendada em mandarim e algumas imagens da apresentação.




sexta-feira, 11 de março de 2016

Homófonas

Homófonas – Gémeas Falsas

Num belo dia, na escola, as crianças contentes brincavam no recreio. Após a sineta tocar, a professora chamou:
- Meninos, é hora de entrar!
- Que chatice, preferia brincar mais um pouco… - resmungou a Clara guardando a sua boneca.
- Clara, há hora para tudo!!! Cumpre as ordens! Ora brincas, ora estudas
- Professora, quer que eu reze?!? Orar?!?
- Nada disso! Hora de entrar, está no teu horário e, por isso, escreve-se com “h”. Ora, sem “h”, pode ser, realmente, orar de oração ou uma conjunção. – elucida prontamente a professora.
 As crianças entraram e… As homófonas saltaram da gramática de uma menina! Pareciam dançar animadamente aos pares, em cima das mesas dos alunos. Esta gramática era especial! Era uma gramática que parecia ter magia!... Palavras com vida!...
- Uau!... Nunca vi isto!!!!! Um livro tão enfadonho, que interessante se tornou! - disseram algumas crianças.
A professora Maria da Paz aproveitou a presença das homófonas bailarinas para rever e distinguir palavras tão parecidas! Pareciam “gémeas” mas… “falsas”!!!
No quadro estava escrita uma frase, mas não tinha grande sentido… Faltava qualquer coisa…
- Faltará um acento?! – interrogou a professora.
- Qual?!? Eu ou ele?! Estamos aqui! – questionaram, em coro, o Acento e o Assento.
- Eu quero saber qual o acento para a palavra “pás” de usar na terra, para fazer buracos e plantar pimentos... – esclareceu Paz, a professora.
O Francisco, distraído, perguntou:
- Professora não tem assento, para se sentar?.. A sua cadeira?
- És sempre o mesmo rapaz… Sem atenção! Só podias ser tu!… Não vês que estamos a falar de palavras homófonas?
Alguns alunos mais perspicazes esclareceram logo a diferença entre as duas palavras:
- Professora, já sei! Assento com dois “ss” é de sentar no sofá, na sanita… E acento com “c” é de acentuação das palavras!
- Muito bem meninos! Nota-se que estão atentos!
- E nós não falamos?! – perguntaram, indignadas, as homófonas Era e Hera.
- Nós quem?!? – perguntaram os alunos.
- Até eu já comia uma deliciosa noz!… - exclamou a Clara.
- Aprende: “noz” com “z” é de comer, lembra-te de cozinha… Com “s” somos nós todos, primeira pessoa do plural dos pronomes pessoais!- elucidaram as “gémeas falsas”.
- Somos a: Hera e Era! … Eu com “h”, Hera, sou uma planta trepadeira, …
- E eu, sem “h” posso ser usada em: “Era uma vez…” o início de uma bela história!
Os alunos não cabiam em si de contentes e sussurravam, para não as assustarem: 
- Uauuu!!! Palavras falantes! Fico a perceber isto muito melhor!
- Se continuarem a portar-se bem, levo-vos ao concerto do Quim Barretes! – prometeu a professora.
- Ao quê? Oh professora… Mas afinal o Quim Barretes canta ou faz consertos?!? Ainda ontem o meu pai levou os meus sapatos de sapateado ao sapateiro.
- Mas que confusão rapaz! Presta atenção ao que te digo! Esse conserto de que falas é com “s” de saia, sapato, sapateiro! O concerto do Quim Barretes tem músicos com concertinas, cavaquinhos, clarinetes, castanholas, acordeão e, por isso, se escreve sempre com “c”! – esclareceu a professora Maria da Paz.
No sábado seguinte, a professora, como prometido, levou os seus alunos ao concerto do Quim Barretes. Que animação!
Logo à chegada deu-lhes um conselho:
- Quero tudo em grupo para não se perderem! Devem estar sempre juntos… Lembrem-se que, neste concerto, está o concelho de Famalicão em peso!
As palavras homófonas que tanto gostavam de dançar, não faltaram à festa e, escondidas, no bolso, de um dos alunos esclareceram:
- Conselho com “s” vem de alguém com sabedoria, que tem palavras sábias… Mas que grandes sabichões são estas crianças! Já concelho com “c” é uma cidade aonde estão associadas várias freguesias.
Todos se estavam a divertir muito!!! Um verdadeiro espetáculo! Até que alguém se apercebeu que estava um homem nu, a dançar no meio da multidão.
- Professora, professora!.. Ele está nunu… nu… - gaguejou um aluno.
- Eu sei, no meio da multidão!
- Não, professora, está nu, nu,… de nudez!
A professora, admirada, olhou, e alertou para as cenas que algumas pessoas fazem quando exageram nas bebidas alcoólicas.
Entretanto, todas as atenções se voltaram novamente para o palco, quando do acordeão apenas se ouvia um grande ruído… não havia boa sonoridade!
O Quim Barretes, descontraído como é, mandou parar o concerto e foi averiguar o que se passava. Verificou que um pequeno rato, saltou do acordeão.
- Mas… o que é isto? Que estás aqui a fazer?... Não é um concerto para roedores! AH!...  Deixou o acordeão roído!!!
Sem demora, pediu ao seu assistente:
- Zé, anda cá Zé,…procura alguém que saiba coser o instrumento musical! Amanhã temos outro concerto! Graças a Deus estás aqui para resolver isto.
- Mas… Quim, estava só a acabar de comer o meu “cozido à portuguesa”, cá da região minhota! A cozinheira teve tanto cuidado para o cozer! Hás de ver a cozinha dela… é fantástica! Mas, está bem, vou lá. Até logo, adeus.
O Quim Barretes remediou a situação:
- Sem acordeão, será complicado… Mas com cem de vós a ajudar, a festa vai melhorar! – o músico pediu colaboração da plateia.
E assim o concerto teve continuidade, com todo o público a bater palmas com bom ritmo musical, acabando com um glorioso fogo-de-artifício…
No final, a professora e os seus alunos iam para o autocarro. A confusão era muita!!! A professora preocupada alertou os seus alunos:
- Não se afastem! Respeitem as regras de prevenção rodoviária! Apenas podemos estar nos locais destinados aos peões!
- Piões?!? – interrogou intrigado o Paulo. - Não trouxe o meu pião
- Não faças confusão! Tens de nos saber distinguir! Pião com “i” tem um pico em baixo para rodopiar. Peão com “e” é de pessoas nas ruas e passeios. – esclareceu rapidamente este par de homófonas.
Para estes alunos as homófonas deixaram de ser uma confusão. Mas há mais, muitas mais!!!!
- Queres ser tu a continuar esta linda história?!? - perguntaram as outras homófonas.


Turma 4G
Professora Lúcia Meira e Carina Silveira

terça-feira, 1 de março de 2016

Visita do Presidente da Câmara Municipal

No dia 11 de fevereiro de 2016 pelas 12:30 horas, o presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, dr. Paulo Cunha, veio visitar a nossa escola de Outiz.
Nós, os alunos, preparamos desenhos para desejar as boas vindas ao presidente, dr. Paulo Cunha. Entretanto chegou o dr. Jones Maciel, o dr. Leonel Rocha, a d. Fernanda, a d. Vera e o sr. Ribeiro. Mais tarde chegou o dr. Paulo Cunha.
Nós saímos das salas e fomos dar as boas vindas ao dr. Paulo Cunha. Alguns alunos leram algumas quadras dirigidas ao senhor presidente e por fim a aluna Beatriz do segundo ano foi entregar um cartão com as respetivas quadras lidas.
A seguir fomos almoçar todos juntos. Depois do almoço, todos os alunos cantaram uma canção, que se chamava "As boas maneiras”. No fim entrevistamos o presidente da Câmara. Das respostas todas a que mais gostei de ouvir foi quando o senhor Presidente disse que não vai fechar a nossa escola.

Eu adorei conhecer o Presidente, gostei muito deste dia.

Andreia Silva, 4ºano da E.B 1 de Outiz.